A GEOGRAFIA DA SALVAÇÃO

O capítulo 59 do profeta Isaías merece um estudo mais profundo e um olhar profético. Aqui quero hoje despertar a sua atenção!

O capítulo começa descrevendo os pecados de Israel (versículos 1 a15).
Depois revela os sentimentos e desapontamento de Deus em relação ao Seu povo, no versículo 16.
A seguir descreve a disposição de um Intercessor (o Messias de Israel) que tanto vem para salvar como para julgar (Vs. 16b até o 18), e esse último versículo apresenta a natureza universal dessas ações.
Contudo, para mim, a grande surpresa está nos versículos 19 e 20, pois apresenta a geografia dessa Operação Resgate:

19 “Então temerão o Nome do SENHOR desde o poente (o oeste, o ocidente),
e a Sua glória, desde o nascente do sol (o leste, o oriente);
vindo o inimigo como uma corrente de águas,
o Espírito do SENHOR arvorará contra ele a Sua bandeira!
20 E virá um REDENTOR a Sião e aos que de Jacó se converterem da transgressão, diz o SENHOR!

Vamos notar que o texto diz o temor do SENHOR virá primeiro do Ocidente (“desde o poente”).
Após a queda, Adão e Eva habitaram no Leste (Oriente). Abraão, no entanto, retornou, viajando para o oeste em obediência à promessa, assim como os sábios que buscavam o Messias. Sim, as pessoas começaram a “temer ao SENHOR” no Ocidente: no livro de Atos, Paulo foi impelido pelo Espírito Santo a ir para o Ocidente (Europa).

Séculos depois o Cristianismo floresceu por todo o Império Romano.
Muitas lutas os verdadeiros cristãos que seguiam a Palavra de Deus tiveram que enfrentar ‘vindo o inimigo como uma corrente de águas… mas o Espírito do SENHOR os susteve’, conforme o final do verso 19.
Embora o Cristianismo tivesse se corrompido, movimentos de volta aos princípios (como a Reforma Protestante e outros reavivamentos espirituais e bíblicos) continuaram a crescer e pregar as Santas Escrituras.
Depois, no século XVII, os pioneiros Peregrinos, incapazes de praticar livremente sua fé na Europa, foram mais ainda para o Ocidente, fugindo para os Estados Unidos onde o cristianismo bíblico cresceu. Os EUA além de ter se tornado a maior pátria evangélica, foi um grande e seguro refúgio para o povo judeu.
Assim, no Ocidente, o “temor do SENHOR” tem sido um fundamento central, trazendo ordem, disciplina e justiça às instituições da sociedade.
O reavivamento missionário do Século XIX fez com o Evangelho se espalhasse por todos os lados.
E a PALAVRA DE DEUS começou a retornar para o ORIENTE!
A Queda da União Soviética abriu as portas para o pregação da Bíblia na Europa Oriental e Ásia.
Depois, de 1977 a 1997, a Coréia do Sul presenciou o surgimento da igreja que tinha o mais rápido crescimento do mundo (e curiosamente a economia que cresceu mais no mesmo período), com um terço da população se convertendo ao SENHOR, sendo que a maioria veio do Budismo.
Como revela a profecia contida no verso 19, após o OCIDENTE, seria a vez de ir para o ORIENTE: e a Sua glória, desde o nascente do sol (o leste, o Oriente);
A China está sendo alcançada, que, mesmo com a perseguição, tem experimentado o que é de longe o maior crescimento numérico de igrejas da história da humanidade com mais de 100 milhões de crentes hoje e um plano para enviar 100 mil missionários!
A igreja do Nepal cresceu literalmente de um punhado desprezível na década de 1980, até aproximadamente um milhão hoje, segundo estimativas.
Como apresentamos, após a queda do comunismo no final da década de 1980, multidões nas repúblicas da Ásia Central se voltaram para o SENHOR – é o Evangelho quebrando as antigas barreiras de budismo, hinduísmo, ateísmo e agora também o Islã.
Hoje, as igrejas que mais crescem no mundo estão no Afeganistão e Irã, onde são fortemente perseguidas, mas têm 16,7% e 19,6% de crescimento anual, respectivamente, de acordo com a Operação Mundo. O número de crentes iranianos segundo Portas Abertas é de 800 mil.
Portanto, nós estamos presenciando e testemunhando o Evangelho “voltando a Jerusalém” pelas antigas estradas da seda.
Pois o Plano Final de Deus é descrito em Isaías 59:20:

E virá um REDENTOR a Sião e aos que de Jacó se converterem da transgressão, diz o SENHOR!

O Apóstolo Paulo cita essas mesmas palavras em Romanos 11:26-27, explicando que quando o caminho do Espírito Santo para alcançar toda a Terra e os povos em todo o mundo completar um círculo completo, será a hora de Israel:

“O endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado; e assim todo o Israel será salvo” – Romanos 11:25-26.

A palavra “assim” é a chave, indicando causa e efeito. A plenitude dos gentios (do Ocidente e agora do Oriente também) e essa colheita global do fim dos tempos, tudo isso junto levará (“assim”) ao pleno arrependimento de “todo o Israel” e o retorno do Redentor a Sião em resposta ao nosso clamor: “Baruch HaBah b”Shem Adonay” (Bendito O que Vem em Nome do SENHOR)!
Israel e a plenitude das nações do Ocidente e do Oriente em breve “temerão o Nome do SENHOR” juntos e “reverenciarão a Sua glória” – de acordo com as promessas infalíveis da aliança do SENHOR (versículo 21)!

“Baruch HaBah b”Shem Adonay” (Bendito O que Vem em Nome do SENHOR)!

Posted by

amigosdeisrael

Voluntário em Israel a serviço do povo de Deus em obediência ao Próprio.

Você pode gostar...

(1) Comentário

  1. Pr. José Nogueira

    A Geografia da Salvação nada mais é do que a exposição ordenada de cada etapa do Plano de Deus para a consumação de vontade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *